Termos do Glossário do Seo Martin que começam com a letra S.

SaaS

O SaaS do inglês Software as a service  pode ser traduzido para o português  como Software como serviço, em outras palavras, é uma forma de distribuição e comercialização de softwares e aplicativos baseada na oferta do serviço ao invés da venda do produto.

Nesse modelo o fornecedor do software se responsabiliza por toda a estrutura necessária para a disponibilização do sistema (servidores, conectividade, cuidados com segurança da informação) e o cliente utiliza o software via internet, pagando um valor pelo serviço oferecido.

De maneira geral vemos muitas plataformas web que utilizam esse tipo de serviço, no entanto não é uma premissa e o mesmo pode ser oferecido como uma instalação local.

Gmail, Google Docs, SalesForce dentre tantos outros são exemplos interessantes de Saas, nos quais você utiliza o serviço, pagando por uma taxa mensal e o aplicativo é atualizado regularmente.

Sendo assim, essa modalidade é interessante para empresas de todos os portes, desde que a conexão de internet tenha banda o suficiente para lidar com acessos múltiplos aos aplicativos web.

Lauro de Lauro explica detalhadamente o SaaS nesse e-talk da Endeavor Brasil, vale a pena assistir:

Sitelinks

Os links exibidos abaixo de alguns resultados da pesquisa do Google, chamados de sitelinks, têm como finalidade ajudar os usuários a navegar em seu site. Nossos sistemas analisam a estrutura de links de seu site a fim de localizar atalhos para poupar o tempo do usuário e possibilitar a localização rápida da informação que está procurando.

  1. O principal resultado de pesquisa
  2. Site Links

sitelinks-resultado-pesquisa-seo-martin-04062015

O Google e outros mecanismos de pesquisam exibem os site links nos resultados somente quando acreditam que eles podem ser úteis para o usuário, e normalmente quando a estrutura do site é satisfatória. Se a estrutura de seu site não permitir que os algoritmos dos mecanismos localizem bons site links, os mesmos não serão exibidos.

Os sitelinks são automatizados, no entanto, existem práticas recomendadas que podem ser seguidas para melhorar a qualidade dos seus site links. Por exemplo, para os links internos do seu site, use textos âncora e textos com atributo alt informativos, compactos e sem repetições.

Muito embora não seja possível atualmente escolher os site links, é possível remover resultados dos sites links através da ferramenta de rebaixamento do Google Webmaster Tools.

Sitemap Xml

Sitemap Xml é um arquivo em formato xml e normalmente em hierarquia em que é possível listar as páginas de seu site para informar ao Google e os outros mecanismos de pesquisa sobre a organização do conteúdo do site. Os buscadores leem esses arquivos para rastrear os sites de forma mais inteligente. As diretrizes para a criação de um Sitemap.xml são fornecidas pelo protocolo do Sitemaps.org

Um Sitemap é uma ferramenta útil que pode melhorar o rastreamento do site, especialmente quando ele atende a um dos seguintes critérios:

  • O site é bastante grande. Como resultado, é mais provável que os rastreadores da Web do Google ignorem o rastreamento de algumas páginas novas ou atualizadas recentemente.
  • Seu site tem um grande arquivo de páginas de conteúdo que estão isoladas ou não estão bem vinculadas entre si. Se as páginas do site não fazem referência umas às outras naturalmente, é possível listá-las em um Sitemap para garantir que o Google não ignore algumas das páginas.
  • Seu site é novo e tem poucos links externos. O Googlebot e outros rastreadores percorrem a Web seguindo os links de uma página para outra. Como resultado, se nenhum site estiver vinculado a suas páginas, o Google pode não detectá-las.
  • Seu site usa conteúdo rich media, é exibido no Google Notícias ou usa anotações compatíveis com outros Sitemaps.O Google pode extrair informações adicionais dos Sitemaps para a pesquisa, quando necessário.

Além disso, o Sitemap pode fornecer metadados valiosos associados às páginas que você lista nesse Sitemap: metadados são informações sobre uma página da Web, por exemplo, quando a página foi atualizada, quantas vezes a página é alterada e a importância da página em relação a outros URLs no site. Abaixo um exemplo de um Sitemap.xml:

exemplo-sitemap-xml-google-04062015

Sistema de Gerenciamento de Conteúdo

Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (do inglês Content Management System – CMS) é um aplicativo usado para criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo de forma consistentemente organizada permitindo que o mesmo seja modificado, removido e adicionado com facilidade. CMSs são frequentemente usados para armazenar, controlar, prover documentação, empresarial tais como notícias, artigos, manuais de operação, manuais técnicos, guias de vendas e brochuras de marketing. O conteúdo pode incluir arquivos de computador, imagens, áudios, vídeos, documentos eletrônicos e conteúdo Web.

Podemos dizer que um CMS é semelhante a um framework (um esqueleto) de website pré-estruturado, com recursos básicos de: usabilidade, visualização eadministração já prontamente disponíveis. É um sistema que permite a criação, armazenamento e administração de conteúdos de forma dinâmica, através de uma interface de acesso via Internet.

Um CMS permite que a empresa tenha total autonomia sobre o conteúdo e evolução da sua presença na internet e dispense a assistência de terceiros ou empresasespecializadas para manutenções de rotina.

O principal intuito de uma empresa optar pelo uso de um CMS é tornar mais ágil o processo de atualização de ambientes web, permitindo que colaboradores da empresa atualizem diretamente suas respectivas áreas de responsabilidade em sites internet e intranet. Ampliando esta experiência na busca pela agilidade nas atualizações, sistemas CMS de qualidade não devem requerer habilidades além dos conhecimentos necessários para um usuário de um simples editor de texto.

Sistemas CMS de qualidade devem permitir ainda a alteração da aparência de um website por meio da utilização de temas. Estes temas são pacotes que contemplam imagens e estilos de fonte que podem ser facilmente mudados, duplicados e alterados conforme a necessidade de cada website. Altera-se a aparência de um site meramente com a alteração do tema utilizado pelo site.

SERP

SERP é a abreviação em inglês de Search Engine Results Page, que em português significa Página de Resultados do Mecanismo de Pesquisa. De forma simples e objetiva é a página que é exibida após qualquer pesquisa no buscador, e em cada um deles a aparência e resultados podem ser diferentes.

Normalmente, o resultado inclui uma lista de páginas web com títulos, um link para a página e uma breve descrição de localização das palavras, mostrando onde as palavras-chaves tem correspondência na página. Uma (SERP) pode se referir a uma única página de links retornados ou para o conjunto de todos os links retornados para uma pesquisa.

SERPs de mecanismos de buscas como o Google, o Yahoo!, o Bing, podem incluir diferentes tipos de anúncios: contextuais, algorítmicas ou listagens de busca orgânica, bem como listagens patrocinadas, imagens, mapas, definições, vídeos ou refinamentos de pesquisas sugeridas. Os principais mecanismos de busca diferenciam visualmente os tipos de conteúdo específicos, tais como imagens, notícias e blogs. Muitos tipos de conteúdo têm modelos de SERP especializados e melhorias visuais na página principal do resultado da pesquisa.

A maioria dos mecanismos de buscas como Google, Yahoo! e Bing usam principalmente o conteúdo contido na página html como tags de metadados para gerar o conteúdo que compõe um trecho da pesquisa. O título de tag html será usado como título do trecho, enquanto que os conteúdos mais relevantes ou úteis da página web (tag de descrição ou conteúdo da página) serão utilizados para descrição. Se a página não estiver disponível, a informação sobre a página pode ser utilizada a partir do dmoz.

Serp Google para Seo Martin

Exemplo da Serp do Google para Seo Martin

SemRush

Semrush é uma ferramenta de análise competitiva especialmente para os esforços de SEO que tem relatórios de palavras-chave, informações de sites concorrentes e monitoramento de posicionamento nos mecanismos de pesquisa, monitoramento de erros e alertas automáticos.

A SEMRush foi desenvolvida pelos criadores do SEO Digger e do SEOQuake para analisar os resultados orgânicos e pagos do Google. Sua interface é simples e direta e com ela podemos analisar muito bem as palavras-chave que mais trazem tráfego para um website, tanto no orgânico, quanto no pago. A ferramenta também consegue exibir o CPC médio das palavras-chave, onde é possível criar estratégias diversificadas com essas análises. 

As informações são bem exibidas e além de ser possível exportar quase tudo em csv para análise em planilhas, também são exibidos gráficos de fácil assimilação.

netshoes na semrush

SEO

SEO é o termo em inglês Search Engine Optimization que pode ser traduzido para o português como otimização para mecanismos de pesquisa e se refere-se normalmente a um conjunto de práticas e estratégias com o objetivo de maximizar posições de um site nos resultados orgânicos dos mecanismos de pesquisa, como o Google.

Muito embora o foco da otimização em nossos dias seja o Google, principalmente por sua cobertura de mercado, a otimização pode ser feita com qualquer conteúdo com relação a qualquer tipo de mecanismos de pesquisa, seja ele horizontal ou vertical. Exemplos:

  • Posicionar seu site nas primeiras colocações para quando alguém digital uma palavra chave específica no Google; OU
  • Indexar sua faixa musical no Shazam ( mecanismo de pesquisa de sons) para quando alguém pesquisar conseguir ser encontrado.

As estratégias de SEO não são permanentes e na verdade são bem voláteis, haja visto que os buscadores alteram suas regras de posicionamento ( algorítimos) de maneira regular para melhorar os resultados para os usuários.

Um dos principais equívocos dos esforços de SEO é tentar melhorar posições para trazer maior quantidade de tráfego. SEO deve levar em consideração o público alvo desejado com objetivo de atrair tráfego qualificado que é mais disposto a converter.