Adaptive Search é como Camaleão

Adaptive Search: implicações e elucubrações

Nessa semana tive uma discussão muito interessante sobre Adaptive Search, desde como entender pode nos ajudar a posicionar melhor nossos conteúdos assim como sua evolução pode transformar por completo a maneira como os buscadores respondem as pesquisas.

Adaptive Search pode ser traduzido para o português como Pesquisa Adaptativa e pode ser entendida como uma forma dos mecanismos de pesquisa de personalizar suas respostas com base nas pesquisas anteriores, ou melhor, como forma de entender sua intenção de busca.

Vamos entender melhor: se você pesquisar por Salvador e na sequência buscar por hotéis, existe grande possibilidade de que esteja pesquisando hotéis em Salvador. Em uma pesquisa tradicional por hotéis, não seriam apresentados tantos resultados por Salvador a menos que o histórico possa ajudar a personalizar seus resultados.

A evolução adaptativa

Jack Menzel (Product Management Director for Google Search) concedeu entrevista em 2011 e afirmou que esse tipo de personalização já era amplamente utilizada mas não influenciava tanto nos resultados de busca como imaginávamos.

O meu palpite é que isso tenha mudado de forma radical nos últimos anos e que nos próximos possa ser mais transformador ainda.

Acredito que as possibilidades são enormes, principalmente agora que o Google tem a sua disposição grande quantidade de informações com muitos celulares Android coletando dados alucinadamente…  adicionalmente o Google também aumentou muito a capacidade de processamento 😉

pesquisa adaptativa no google

A quantidade de dados, processamento e complexidade aumentaram de forma significativamente!

Agora como exemplo imagine que você esteja utilizando um celular Android as 11 horas da manhã e esteja dentro do Shopping Eldorado… Uma pesquisa ao Google por restaurante ou melhor restaurante pode ser adaptada para exibir primordialmente os restaurantes do local no qual se encontra ou ainda melhor, os restaurantes do Eldorado que tenham a melhor avaliação na ferramenta que você mais gosta de usar para reviews como o 4Square por exemplo.

Se nos aprofundarmos mais na história, imagine que na agenda você ainda tenha um compromisso as 14 horas no Shopping Iguatemi… então os resultados podem misturar e sugerir restaurantes nos 2 locais.

Já entrando numa mayotrip mais louca ainda podemos imaginar refinamentos para exibir de forma preferencial os tipos de restaurantes em que procuramos no Google e que tenham melhor CTR ou melhores avaliações… pode virar uma história sem fim mas acho que já deu pra entender onde queremos chegar rs.

A adaptação das respostas pode evoluir com sua geolocalização, pesquisas anteriores, preferencias pessoaise com muitas outras opções que nem imaginamos ainda.

Como adaptar o seu SEO

Podemos ficar horas discutindo a questão da personalização e das pesquisas adaptativas mas importante mesmo é sabermos como usufruir dessa informação.

Um bom exemplo seria e-commerce de tecnologia que tenha um blog super interessante sobre o assunto, com vários posts relacionados e tão completos que faça você acompanhar cada publicação.

Ao acompanhar as publicações desse site e coloca-lo como uma preferência sua será que quando pesquisar a compra de seu novo smartphone o Google não irá avaliar que você gosta muito desse site e lhe oferecer pelo menos alguns resultados desse e-commerce ou melhores colocações para esse site específico? Eu acredito que sim.

Eis mais um motivo para a geração de conteúdo em seu e-commerce ou site, mas lembre-se: o CTR e a Rejeição são métricas utilizadas pelo Google para avaliar o quanto o seu resultado é bom para o usuário, então além de atrair para o conteúdo é importante oferecer algo a mais, crie conteúdo de qualidade!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *