Darth Vader anuncia mudança no google

Os Números e Impactos da Nova Serp Top 4 Ads do Google

O Google fez a maior mudança no layout da Serp em anos e desde o meio de fevereiro os os anúncios laterais foram removidos assim como se consolidou a utilização de até 4 anúncios superiores para as maiores pesquisas.

A Moz foi a primeira que evidenciou as mudanças no dia 18 de fevereiro e durante a semana o frenesi tomou conta dos profissionais de SEM muito embora os efeitos para SEO possam ser maiores.

A mudança afeta somente as páginas de resultado desktop e para as pesquisas mais comerciais, ou seja, nem todas páginas de resultados terão 4 anúncios no topo… no entanto os impactos podem ser profundos.

Mas exatamente o que aconteceu?

De maneira simples e objetiva o Google acabou com os anúncios laterais provavelmente para equalizar seu visual com um mundo cada dia mais mobile (ou para aumentar as receitas mesmo rs) e aumentou de 3 para 4 a quantidade de anúncios que aparecem no topo da página; ou seja, antes do primeiro resultado orgânico.

Antes e depois - Nova Serp Google

Antes e depois – Nova Serp Google

Impactos para os Anúncios

Os impactos para os anunciantes e os profissionais de SEM são gigantescos. Com a recente mudança o Google mudou completamente a lógica de exibição dos anúncios e veremos muitos novos ganhadores e perdedores.

Os anúncios superiores

Quem conseguiu ficar na parte superior se deu bem e segundo estudo mais recente da WordStream, o anúncio que aparece na quarta colocação teve aumento de até 15% no CTR, mas o que foi surpreendente foram os dados do terceiro colocado.

O anúncio em terceiro lugar teve aumento de 100% no CTR, ou seja, dobrou seu resultado como exibe gráfico abaixo.

CTR para posição 3 e 4 na nova Serp

CTR para posição 3 e 4 na nova Serp

Os Anúncios Inferiores

Como era de se esperar os anúncios inferiores, os quais a grande maioria estavam na lateral, foram para o final da página ou removidos da primeira página.

Se você estava nessa parte do bolo deve ter sentido os impactos negativos e o gráfico abaixo exibe a redução no share de cliques para as posições 5, 6 e 7 que ficam no final da página, uma redução drástica.

Share dos Anúncios das posições 5, 6 e 7

Share dos Anúncios das posições 5, 6 e 7

Resultados do Shopping

Os resultados do Google Shopping melhoraram de forma excepcional haja visto que agora eles não competem mais com os anúncios laterais recentemente exterminados.

Se você está no Shopping já deve ter sentido alguns resultados positivos mas caso não esteja, corre logo para aproveitar um pouco.

CTR das Campanhas do Google Shopping

CTR das Campanhas do Shopping

Share dos Cliques

Share dos Cliques

Impactos para SEO

Sem dúvida alguma essa ação do Google não foi a melhor notícia do mundo para a indústria de SEO.

Para as “highly commercial queries” a primeira colocação orgânica será a quinta posição na melhor das hipóteses… podemos assumir que a nova posição 4 dos anúncios é a nova primeira colocação orgânica rs.

Em algumas pesquisas as informações regionais (maps) e imagens podem jogar o primeiro resultado ainda mais para baixo, deixando-o depois da dobra de página.

O número de páginas de resultados com os 4 anúncios no topo aumentou radicalmente em 2 semanas e atualmente elas representam aproximadamente 36% do total de pesquisas analisadas em estudo da Moz.

Se você tem concentrado sua aquisição orgânica em poucas palavras altamente competitivas e lutava com unhas e dentes pela primeira posição, provavelmente vai ter sofrer uma rasteira dos anúncios e deve sentir essa redução de tráfego.

Sem dúvida a visibilidade orgânica caiu e com ela a criatividade e esforço dos profissionais de SEO vai precisar aumentar bastante; here we go again!

adwords top blocks with 4 ads

4 Anúncios da Serp: de 1% para 36% dos resultados

Conclusões

Talvez seja cedo para tirar conclusões mas acredito que já podemos visualizar um cenário para anunciantes com maior competição e um maior custo por clique. Todos os anunciantes que estavam satisfeitos e na zona de conforto com a barra lateral vão precisar dar seus pulos para tentar seu lugar ao sol nos anúncios superiores.

Por outro lado nunca foi tão importante ter uma campanha bem estruturada com direcionamento em palavras chave menos competitivas e com muito foco na melhoria do índice de qualidade, SEO e SEM devem andar de mãos dadas mais do que nunca.

As extensões de anúncios também são uma ótima sacada haja visto que até o momento,  os resultados dos estudos mostram exibição delas em todas top 4.

Os anúncios defensivos para sua própria marca também devem ficar mais importantes… você não quer ver 4 concorrentes sobre o seu cangote na Serp… provavelmente vai precisar gastar mais com isso e se não gastava deve começar a investir.

Pelo lado orgânico visualizo um cenário em que os anúncios devem melhorar o share de cliques para as pesquisas mais competitivas, reduzindo assim a aquisição de tráfego orgânico dessas buscas para os resultados orgânicos.

Talvez o melhor enfoque de SEO seja direcionar um pouco mais de atenção para palavras menos competitivas assim como na cauda média e longa… A produção de conteúdo relevante deve ser feita cada vez com mais qualidade e diversidade com objetivo de atrair tráfego orgânico ainda não alcançado.

Com o Google a única constante é a mudança, ser criativo e flexível é fundamental para os esforços de SEO!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *