Migração Https: Pontos de SEO que não devem ser esquecidos

Migrar seu site para Https é uma ótima decisão de segurança e de SEO, no entanto como qualquer migração, exitem riscos envolvidos que precisam de atenção redobrada para que os prejuízos não superem os benefícios.

Acredito que não exista motivo para que você tenha dúvidas sobre a migração mas caso tenha listei alguns pontos que podem lhe auxiliar.

Vamos iniciar com sinceridade! Segurança é importante mas poucos estão trocando por esse quesito até porque a opção de usar o Https está a algum tempo nas redondezas mas até o Google incentivar (pegar no pé), niguém começou.

O crescimento da utilização do Https com certeza está ligada a expectativa de melhora nos posicionamentos, e tudo começou com o lendário Matt Cutts quando ele afirmou que poderíamos melhorar nossas posições com o uso do Https, afinal todos querem estar em primeiro!

Matt Cutts afirmou melhora posições com o uso do Https

Matt Cutts afirmou melhora posições com o uso do Https

Menção honrosa ao let’s encrypt, prinicpalmente porque certificados grátis também devem ter dado um belo empurrãozinho em sua adoção.

Muito embora não seja a principal razão para a maioria, segurança é de longe a melhor razão para troca. Para sites de comercio eletrônico a razão é bem simples pois você está lidando com informações sensíveis de cartão de crétido… mas com a web 2.0 com engajamento everywhere, os sites não são mais estáticos e mesmo sites menores ou blogs tem áreas de login com informações mais ou menos sensíveis.

Se você ainda não migrou já deve ter notado uma queda no tráfego de referência e aumento no tráfego direto em seus relatórios de web analytics. Isso ocorre porque as informações de referência são perdidas quando um usuário sai de um site seguro (com Https) para o seu Http e teoricamente inseguro. Em outras palavras isso significa que a adoção do Https resulta em melhores informações para análise.

Utilização de deeplinks iOS e progressive web apps são 2 exemplos dentre muitos motivos para que você adote o Https o quanto antes, no entanto sem mais delongas vamos aos pontos que você não deve se esquecer se já tomou a decisão!

Backup

Backup sempre! Antes de começar certifique-se que tem o backup mais atual possível caso alguma das atualizações não funcione como você queira. E tenha backup de tudo, do ftp e banco até as entradas em seu dns (sim um print screen funciona). Se tiver uma área de homogoloação ou staging é excelente para comparar as duas versões se tiver necessidade depois da migração.

Alguns backups que podem ser especialmente úteis:

  • backup completo do site
  • cópia do robots.txt
  • cópia dos Sitemap.xml
  • teste de velocidade

Validação técnica do Https

Esse post está focado nos esforços de SEO que você deve se atentar mas é sempre importante lembrar que o seu domínio Https deve estar funcionando corretamente, sem ressalvas técnicas, e uma validação talvez seja uma boa idéia.

Especialistas de SEO nem sempre precisam conhecer outras áreas técnicas como essa, mas pelo menos podemos usar alguma ferramenta fácil e de preferência grátis para ver se os requisitos básicos estão satisfatórios, pessoalmente eu gosto de usar o SSL-test da Qualys.

Teste de SSL da QualysTeste de SSL da Qualys

Com o protocolo Https funcionando sem ressalvas também podemos tirar benefício do suporte para HTTP/2, onde resumidamente existe um ganho de velocidade devido a capacidade de fazer requisições em paralelo ao servidor.

Velocidade

Teste a velocidade de seu site antes e depois da aplicação do SSL. A ideia aqui é descobrir se a migração do SSL pode ter resultado em perda de velocidade, e caso positivo, converse com seu desenvolvedor para ajustar isso o quanto antes.

Teste a página inicial e as principais páginas do site como por exemplo as top3 categorias e os top3 produtos de um e-commerce.

Lembre-se que você precisará fazer os testes antes da migração para ter as informações comparativas iniciais.

Teste de velocidadeTeste e Compare a Velocidade de seu site antes e depois da Migração Https

Posicionamentos

Monitore os posicionamentos, eles são o resultado final de suas ações de SEO e qualquer alteração negativa precisa ser analisada. Use a ferramenta de Position Track em seus projetos do SEMruh e mantenha atenção diária nas variações.

Position Track SemrushRelatório de posições orgânicas da Semrush

Force Https com Regra de redirecionamento

Utilizar o redirecionamento 301 (permanente) da versão Http para a versão Https é um dos passos mais importantes haja visto que os redirecionamentos permanentes garantem a transferência da autoridade (link juice se preferir).

Ao invés de criar uma listagem enorme de redirecionamentos o correto é criar uma regra geral, redirecionando tudo que tiver Http para Https. Abaixo exemplos de como seria essa regra em servidor Apache e Nginx

Apache

RewriteEngine On
RewriteCond %{HTTPS} off
RewriteRule (.*) https://%{HTTP_HOST}%{REQUEST_URI} [R=301,L]

Nginx

server {
listen 80;
server_name domain.com www.domain.com;
return 301 https://domain.com$request_uri;
}

O jeito mais simples de testar se os redirecionamentos estão funcionando é digitar alguns endereços ao acaso (inclusive os que não existem) e ver se são redirecionados com o 301. Você pode utilizar uma ferramenta como a httpstatus que vai te informar o código de resposta da página.

httpstatus verifica código de retorno do servidorIdentifique se o código de retorno do servidor está correto com o httpstatus

Se quiser um teste mais completo você pode fazer uma varredura do Sitemap.xml antigo para identificar se todas páginas antigas estão redirecionando para as novas páginas seguras com o redirecionamento permanente 301. Normalmente esse tipo de varredura pode ser executada com algum crawler como por exemplo Deepcraw ou Screaming Frog.

Robots.txt

O robots.txt é o arquivo que explica aos robôs de pesquisa o que não deve ser lido e aproveita para indicar o endereço do Sitemap.xml, que é o arquivo que explica o que deve ser lido pelos mesmos.

Como todo o site mudou para Https, então você vai precisar atualizar o url do Sitemap.xml no robots.txt, basta atualizar o arquivo e na maioria dos casos enviar por ftp na raiz da instalação.

Atualize o Sitemap.xml em seu arquivo robots.txtAtualize o Sitemap.xml em seu arquivo robots.txt

 Sitemap.xml

Já que você avisou para todos os robôs onde está o Sitemap.xml então certifique-se que ele esteja correto. Todos os urls do seu Sitemap.xml devem estar usando o endereço Https.

Você pode verificar visuamente mas em grandes sites com diversos Sitemaps isso fica virtualmente impossível, nesse caso utilize o Deepcrawl ou Screaming Frog para fazer uma varredura completa de seu Sitemap Index e identiifcar se está tudo em ordem.

Varredura com Screagming Frog identificou 100% de Urls com HttpsVarredura com Screagming Frog identificou 100% de Urls com Https

Links internos

Muito embora alguns sites utilizem links internos relativos, a verdade é que sempre encontramos alguns urls absolutos. Se materialmente não forem muitos não é um big deal mas sempre é bom deixar tudo certinho e evitar que os robôs de pesquisa tenham que gastar seu precioso tempo lendo um redirecionamento a mais.

A melhor opção é solicitar aos desenvolvedores atualizarem tudo, ou seja, algo como um localizar todos “http://www.seusite.com.br” e substituir por “https://www.seusite.com.br”.

Se estiver usando algum CMS provavelmente já deve ter alguma ferramenta ou plugin pronto, no caso do WordPress por exemplo, temos 2 ótimas opções: Search and Replace e o Better Search and Replace.

Imagem do Plugin Better Search and Replace para WordPressImagem do Plugin Better Search and Replace para WordPress

Aviso de site não seguro

Se alguma página de seu site Https conter conteúdos inseguros (que estão em domíno sem ssl) o navegador vai exibir o aviso de conteúdo misturado (mixed content warning) que em outras palavras troca sua barra verde por um cadeado com um ícone de advertência amarelo ou dependendo da sua versão do navegador em tons de cinza (sem verde algum).

E o pior é que a mensagem será algo como “sua conexão com esse site não é completamente segura” dando a impressão para o usuários que ele pode ter o número do cartão clonado a qualquer momento rs.

sua conexão com esse site não é completamente segurasua conexão com esse site não é completamente segura

Atualizar JS e AJAX

Qualquer script personalizado deve ser ajustado para que o mesmo seja apontado para a versão Https, inclusive scripts de parceiros como Adwords, Remarketing, etc…

CDN também precisa de SSL

Se o seu site utiliza um CDN (Content Delivery Network) significa que as imagens usadas são provenientes de outro domínio (ou subdomínio).

Nesse caso também é necessário que essas imagens estejam em um domínio que seja seguro caso contrário o aviso de conteúdo misturado também será exibido e mais uma vez damos adeus ao nosso cadeado verdinho.

Se inspecionar a página através do console do navegador vai ser mais fácil reconhecer os avisos e as recomendações.

Inspecione a página através do console do navegador para encontrar os avisosInspecione a página através do console do navegador para encontrar os avisos

Imagens externas

Quaisquer imagens externas precisam estar em um domínio com certificado de segurança para que a mensagem não seja exibida e o seu cadeado perca a tã odesejada cor verde.

Para identificar as imagens com problemas você pode usar o console do navegador para facilitar sua visualização mas será necessário direcionar os links para imagens que estejam em um domínio seguro ou usar imagens que estejam dentro do seu.

Esse problema é especialmente grave em blogs, onde muitos posts tem “imagens externas inseridas pelo url”.

Inserir a partir do URL no WordPressInserir a partir do URL no WordPress

Esse é um caso complicado mas se o blog for muito grande, talvez a melhor opção seja identificar as páginas mais importantes com problemas e inserir as novas imagens através do gerenciador de mídias ou upload ftp em seu próprio domínio seguro.

Encontrar todo e qualquer conteúdo inseguro

Ainda tá com uma pulga atrás da orelha? Você pode usar algum crawler para varrer o site inteiro em busca de conteúdos inseguros mas se não tiver familiaridade com essas ferramentas pode usar alguma mais simples como a ótima opção SSL Check tool que foi disponibilizada pela turma do JitBit, muito embora ela sirva mais para sites menores.

SSL Check toolPesquise conteúdos inseguros com o SSL Check tool

Canonical

Embora seja um pouco obvio, muitos sites não ajustam o canonical corretamente após a migração Https. Atente no exemplo abaixo que o site está no endereço com Https no entando o link rel=”canonical” do mesmo aponta para a versão Http insegura; literalmente um nó tático no Google rs.

Canonical usando versão Http em páginas HttpsCanonical usando versão Http em páginas Https

Tive um caso de cliente que afirmava que essa maneira estava correta, e para evitar maiores discussões perguntei diretamente para Gary Illyes do Google o que ele achava e a resposta não poderia ter sido mais enfática.

Resposta enfática de Gary Illyes do GoogleResposta enfática de Gary Illyes do Google

Google Search Console

Embora muitos não saibam mas o Google Search Console trata as versão Http e Https de forma distintas e por isso é necessário cadastrar seu site no Google Search Console, mas dessa vez com a versão Https.

Além do domínio principal talvez seja interessante também cadastrar outros como por exemplo se você utilizar um CDN em subdomínio ou se utilizar uma versão mobile do site (https://m.seusite.com.br).

Uma nota importante: todos os procedimentos realizados no Google Search Console podem e se possível devem ser feitos também em outras ferramentas que os buscadores disponibilizam, desde que sejam relevantes como por exemplo o Bing Webmaster Tools.

Sitemap.xml

Agora que você tem o Search Console cadastrado e o Sitemap.xml atualizado, envie-o para o Google. Após o envio monitore e tenha certeza de que a quantidade de páginas eviadas e indexadas está satisfatória.

Envie seu Sitemap para o Google Search ConsoleEnvie seu Sitemap para o Google Search Console

Buscar como o Google e enviar

Utilize a ferramenta Buscar como o Google para verificar se o seu site está sendo visualizado corretamente pelos usuários assim como pelo mecanismos de pesquisa.

Após se certificar que tudo está correto envie suas páginas para o index do Google. Normalmente eu envio a homepage com os links diretos e envio manualmente as páginas mais importantes do site de forma única.

Solicite indexação das novas páginasSolicite indexação das novas páginas

Se o site não for responsivo e tiver uma versão mobile separada (https://m.seusite.com.br) envie também a versão mobile mas selecione o user agent Googlebit mobile na conta certa do Google Search Console.

Disavow file

Se você já precisou usar a ferramenta de desabilitação de backlinks do Google, seja por backlinks criados de forma errada ou Seo negativo, então você provavelmente já enviou o arquivo de texto com todos backlinks que desejava desabilitar.

Esse arquivo foi enviado para a versão Http de seu site no Search Console e agora você precisará baixar esse arquivo (a menos que tenha um backup local) e enviar para a nova versão Https no Search Console.

Reenvie seu arquivo de links desaprovados para o Disavow links da versão HttpsReenvie seu arquivo de links desaprovados para o Disavow links da versão Https

Se nunca fez isso não se preocupe, o que estava vazio vai continuar vazio e você não vai perder nada.

Configuração de geo localizaçao

Quando seu domínio tem uma terminação regional como .com.br a segmentação internacional normalmente já vem ajustada mas quando você utiliza uma terminação .com ou .net por exemplo é importante ajustar o país ao qual o site está direcionado. Entre na Seção de tráfego de pesquisa e localize a opção Segmentação Internacional.

Ajuste a segmentação regional no Google Search ConsoleAjuste a segmentação regional no Google Search Console

Parâmtros de URL

Se os parâmetros de URL foram ajustados manualmente na versão em Http será necessário ajustar again na versão Https. Como você tem os dados da versão Https basta colocar duas janelas lado a lado e copiar tudo manualmente.

Ajuste os parâmetros de URL quando necessárioAjuste os parâmetros de URL quando necessário

Se você nunca ajustou ou não tem certeza que os parâmetros antigos estão corretos permita que o Google decida como proceder.

Monitore por erros em ambas as versões

Monitore por erros de DNS, Conectividade, robots, urls não encontrados e erros de servidor em ambas versões (Http e Https). para a versão Http mantenha por 30 dias pelo menos e depois trimestralmente enquanto que para a versão Https pode assumir como uma tarefa regular.

Monitore por erros em ambas versõesMonitore por erros em ambas versões

Google Analytics

Talvez o primeiro passo no Google Analytics seja o mais desprezado de todos mas é muito importante que você crie uma anotação para se certificar de manter o histórico fidedigno e manter essa informação disponível para você ou para alguém que estiver analisando a conta no futuro.

anotação no Google AnalyticsNão se esqueça de criar uma anotação no Google Analytics

URL padrão no Analytics

Entre nas configurações da propriedade e selecione a opção correta na caixa de seleção com nome URL Padrão. Também é recomendado que você ajuste essa mesma informação em todas vistas da propriedade, principalmente se tiver mais do que uma.

Ajuste a URL padrão no Google AnalyticsAjuste a URL padrão no Google Analytics

Vinculação do Search Console no Analytics

Muito embora a vinculção apareça como ativa, ela está retornando os dados da propriedade Http. Para ajustar basta entrar nas configurações de Propriedade de sua conta no Analytics e selecionar a opção “Todos os produtos” >> Encontre Search Console e clique no botão ajustar vinculação.

Na nova tela selecione o domínio correto e salve para que suas configurações tenham efeito. Após efetuar o procedimento você receberá a confirmação de desvinculação e nova vinculação em seu e-mail.

Vincule a versão Https em seu Google AnaltycisVincule a versão Https em seu Google Analtycis

Existem outras opções de integração no Google Analtyics e dependendo do que estiver ou não integrado vale a pena verificar a necessidade específica de algum ajuste.

Perfis sociais

Atualize todos os perfis sociais com o novo URL que agora está na versão segura Https.

atualize o url do site em todos os perfis sociais, exemplo de uma página no Facebookatualize o url do site em todos os perfis sociais, exemplo de uma página no Facebook

Backlinks de subdomínos

Se tiver outros subdomínios ajuste todos os links que direcionam para o seu site de forma que sempre utilizem a versão Https.

Backlinks de seu blog

Se tiver um blog, não importa se ele esteja em subpasta, subdomínio ou em domínio externo, ajuste todos os links que direcionam para o seu site de forma que sempre utilizem a versão Https.

Backlinks externos

Com certeza um dos pontos mais chatos e provavelmente mais trabalhoso. Dependendo do tamanho de seu site você tem alguns poucos ou milhares de links de outros sites para o seu. Se conseguir que esses sites ajustem os links para a nova versão preferencial que é a Https seria incrível.

O primeiro passo é identificar os sites que possuem a maior quantidade de links para o seu site na versão Http; encontre essa informação fácil no relatório de links externos para seu domínio do Search Console e atente para selecionar a opção correta. Se preferir (eu prefiro) exporte os dados para uma planilha.

Relatório de Backlinks do Search ConsoleRelatório de Backlinks do Search Console

O segundo passo é encontrar os links que mais levam autoridade para o seu site, você pode utilizar uma ferramenta especialida nisso como o majestic seo. Mais uma vez eu prefiro exportar e analisar tudo em planilha.

lista de backlinks do majestic seolista de backlinks do majestic seo

Agora com todos esses dados em mãos crie duas listas, uma ordenada com os sites que mais direcionam links para o seu site e outra com os os sites que direcionam links para o seu site que tem maior autoridade. Ordene corretamente!

Agora avalie onde é ou não possível solicitar o ajuste, em alguns casos como fóruns talvez você mesmo consiga entrar e ajustar.

Mas não tenha altas expectativas, é um trabalho muito complicado com taxa de sucesso baixa, no entanto o que conseguir já é de grande valia. Foque nos principais!

Outros

Alguns pontos interessantes para se lembrar, mesmo que não estejam diretamente ligados com seus esforços de SEO.

  • Se o seu site usar versão mobile certifique-se de ajustar o rel alternate corretamente
  • Se tiver site internacinal certifique-se de ajustar as indicações de hreflang
  • Habilite HSTS e HTTP/2
  • Atualize informações de outras plataformas principalmente de teste A/B, Mapas de Calor e Gravações de Tela.
  • Ajuste os links de campanhas de anúncios, sejam elas do Adwords, Criteo, Facebook ou qualquer outro parceiro.
  • Ajuste os links de suas campanhas de e-mail sejam elas mail marketing ou transacionais. Em alguns casos é especialmente importante pois cada campanha gera uma página estática (caso do Mailchimp) e esses links passam e jogar autoridade para o seu site.

Conclusão

A migração para a versão Https tem diversos benefícios e pode lhe auxiliar em seus esforços de SEO mas para virar a chave é necessário estar preparado para ajustar todos os pontos que vimos. Se não for possível não desista mas espere o momento certo em que tenha tempo e tranquilidade para fazer tudo conforme as melhores práticas recomendadas.

Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem.

— John Quincy Adams

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *