Existe vida além do Google

Como obter tráfego de outros buscadores que não o Google

Praticamente todos meus clientes quando iniciam os esforços de SEO pensam exclusivamente no Google, o que faz sentido haja visto a dominância do mesmo em praticamente todo o mundo, no entanto é importante saber que existem outros buscadores que podem trazer tráfego e receitas também.

Outros buscadores

A quantidade de informação cresce de forma exponencial na internet e com isso não conseguimos mais encontrar as agulhas nesse grande palheiro.

Esse é um dos pontos no qual o Google dominou o mercado por fazer seu serviço tão bem, no entanto, além dos concorrentes óbvios como o Bing, Yahoo e DuckDuckGo, existem outros mecanismos de pesquisa os quais podemos direcionar alguns esforços… na verdade existem dezenas deles mas só vamos analisar os principais.

Para começar é importante entender que cada rede social como Facebook, Twitter, Google+ ou LinkedIn tem seus próprios buscadores internos e estar bem posicionado neles pode ser uma ótima estratégia para seu negócio.

Por mais que também seja uma rede social, o Youtube é um caso a parte. Com mais de 3 bilhões de pesquisas mensais, o Youtube é no somar das contas o segundo mecanismos de pesquisa na internet, na frente de concorrentes diretos do Google como Bing ou Yahoo.

Youtube Rocks

Além da pesquisa interna, os vídeos no Youtube também podem ser exibidos na Serp do Google, sem dúvida um Belo bônus!

Existem muitos outros tipos de buscadores que não associamos diretamente com o termo mas são essenciais para algumas situações: o Shazam por exemplo é um mecanismos de pesquisa de áudio, onde através do som é possível identificar o nome das músicas e compositores… quem sabe um dia consiga identificar pela voz quem é o usuário!

Por que otimizar para outros

Em primeiro lugar simplesmente porque sim! Imagine que você venda em seu e-commerce 100 produtos por mês… não seria ótimo vender mais 25 itens? Talvez inicialmente tenha muita coisa pra fazer mas a longo prazo definitivamente vale a pena investir um pouco de seu tempo em buscadores alternativos.

A questão da competitividade também é um ponto super importante… enquanto todos seus concorrentes estão numa briga de foice no escuro para conseguir o primeiro lugar de uma pesquisa no Google, talvez esse termo no Bing ou no Youtube seja muito mais fácil de alcançar; no final é tudo uma questão de retorno sobre o investimento e esforço.

A aquisição de tráfego qualificado, ou seja, se você tem 10.000 visitas por dia provenientes do Google mas somente 1 venda, talvez seja melhor ter 100 visitas por dia com seu canal do Youtube desde que faça pelo menos 2 vendas.

Imagine que você tenha um hotel e o seu site tenha uma taxa de conversão muito baixa, talvez faça mais sentido investir com ótimos vídeos em seu canal do Youtube e assim você pode criar o desejo da viagem e converter bem mais… vale a pena ler o estudo de caso sobre o Breathless Resorts & Spas para ter ótimos insights sobre o assunto.

Pense fora da caixa

E por último não podemos de deixar de falar sobre metas e objetivos. Imagine que você tenha tenha se aventurado no mundo da música eletrônica, então aparecer em boas listas no Spotfy além de ter seu som reconhecido pelo Shazam deveria ser um dos objetivos e estar otimizado para ambos é fundamental.

Vamos trazer o exemplo um pouco mais para a realidade do mundo SEO. Muitas pesquisas mostram que praticamente 90% dos usuários do Bing são usuários do Internet Explorer, talvez possamos assumir hipoteticamente que:

  • quem não quer ter trabalho para instalar um navegador melhor é quem usa o Explorer, consequentemente o Bing.
  • que esse esse usuário tem maior probabilidade de ser menos ligado a tecnologia e ter faixa etária maior
  • mulheres costumam ser menos ligadas em tecnologia do que homens

Se as premissas estiverem corretas a otimização para o Bing para produtos femininos com faixa etárias mais altas pode ser um bom esforço de SEO enquanto otimizar para vender produtos masculinos altamente tech não rs

Como otimizar

Vou compartilhar alguns insights para otimização específica de alguns dos mecanismos que mais importam depois do Google, mas dependendo dos resultados e do retorno é importante estudar a fundo e investir tempo e dinheiro individualmente.

Bing

O Bing é muito similar ao Google mas acreditamos que tenha uma capacidade inferior e por isso se utilize de outros pesos para posicionar os resultados. Ao que tudo indica é dado uma importância mais alta para domínios com alguns anos de rodagem e também para sites org e edu. Um macete pode ser comprar um domínio em uso para se estabelecer melhor nesse buscador.

Assim como o Google, o buscador da Microsoft também oferece uma ferramenta para Webmaster. Após se inscrever no Bing Webmaster Tools cadastre seu Sitemap.xml, envie urls importantes para rastreio rápido, configure seus parâmetros de urls, analise as páginas com o Bingbot e avalie as sugestões no Analisador de SEO.

Bing Webmaster Tools

Como o Bing costuma dar mais importância aos fatores sociais do que o Google, incremente seus esforços nas redes e dentro do Bing Webmaster Tools configure suas Páginas conectadas com suas redes sociais, dessa forma ele vai entender melhor como seu site se relaciona com os perfis sociais.

A capacidade semântica do Bing não é tão complexa como a do Google (talvez seja similar ao Google a alguns anos atras), então vale a pena investir nos fatores on-page, principalmente em titles e cabeçalhos H1 e H2, utilzando palavras chave para direcionar; mas evite  o excesso para não ter problemas com punições.

Twitter

São praticamente 300 milhões de usuários procurando por assuntos específicos, notícias e tendências. Se o seu Gmail parou de funcionar provavelmente é o primeiro lugar que você vai procurar alguma informação sobre o assunto e ficará mais tranquilo quando ver que muitos outros estão com o mesmo problema.

A dica aqui é usar e abusar de notícias frescas, tendências e hashtags…mantenha uma linha editorial relevante para seu público alvo pois queremos tráfego qualificado. De maneira geral use de 1 a 3 hashtags por tweet ou tente incorpora-os na frase.

Como a competição é alta e você nunca sabe quando o usuário vai entrar também é importante usar regularidade, usar algum app como o Hootsuite pode auxiliar.

Facebook

A maior rede social não poderia estar de fora e parece que Zuckerberg está cada dia mais focando em melhorar a pesquisa do Face.

Como a maioria das pesquisas são para reviews, promoções e informações de local e ou negócios, se você não tiver algum desses pontos não faça tanto sentido investir tempo aqui.

Se esse for o seu caso lembre-se que o nome do negócio, palavras chave, avaliações de usuários, curtidas e a localização são os fatores mais importantes para ser bem exibido na pesquisa interna do buscador azul.

Por exemplo, se você tem um restaurante Japonês talvez a maneira mais eficiente de cadastra-lo seja como Martin Sushi Itaim Bibi ou Seo Vegano São Paulo… palavras de cauda longa podem ser uma opção mas é necessário ter uma pesquisa na mão para saber o que é pesquisado, por exemplo: Martin Japonês O melhor sushi do Itaim Bibi.

Se não estivermos falando de um negócio local recomendo se se aproveitar da força dos grupos do Facebook e adicionar a maior quantidade de usuários possível. Lembre-se de deixar o grupo aberto, caso contrário não será possível achar na pesquisa.

Youtube

O segundo buscador na internet pode gerar conversão direta ou através da incorporação de seus resultados no Google, nesse caso a otimização tem que levar em conta ambos os mundos.

A sacada aqui é usar vídeos tutoriais, reviews, vídeos engraçados ou relacionados a esporte e fitness; todos com muitas pesquisas e apelo.

A tecnologia avançou bastante mas ainda é difícil para esses mecanismos entender muito bem o seu vídeo, então use o quanto antes possível as palavras chave desejada no título do vídeo e nas descrições… nas descrições use e abuse do direito de escrever!

Tente enviar vídeos com qualidade e regularmente para criar um canal que ajuda a destacar seus vídeos, e se possível tente estimular os comentários nos vídeos como forma de aumentar a visibilidade.

Buscadores de Mapas

Se você tem um negócio local você deveria cadastra-lo para ontem nas principais ferramentas de pesquisa como Google Maps, 4Square, Apontador, Maplink, Kekanto ou sites de diretórios como GuiaMais por exemplo.

Tente inserir a maior quantidade de informações possíveis assim como fotos e vídeos quando houver essa possibilidade. Comentários podem fazer a diferença, por isso invista e estimular comentários e responda sempre, estimulando tréplicas e agradecimentos.

Conclusão

Sim, existe vide além do Google e realmente é uma ótima estratégia diversificar seu trafego orgânico, cabe a você analisar e direcionar quais as fontes orgânicas que mais podem se adaptar ao seu perfil e monitorar o retorno de cada uma delas para alinhar melhor seus esforços.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *